quinta-feira, julho 31, 2008

Blogosfera, a verdadeira Aldeia Global

Em texto anterior menciono o facto da blogosfera ser tida como centro sem lugar, em hiperlugar até, aonde a unidade da humanidade é feita realidade, aonde pessoas que residem, fisicamente, num ponto do mundo, em contacto com pessoas, noutros pontos, em amizades nunca antes imiginadas.

O autor do texto original no qual me baseio, Marino Niola, compara a blogosfera a uma aldeia, onde cada um de nós tem uma casa com as portas abertas. Diz ele que se trata de uma aldeola "monofamiliar onde se deixa sempre aperta a porta de casa porque aquele que desejar poderá entrar e tomar um café". Para ele, a blogosfera é a tradução em realidade de uma "mitologia comunitária na língua da web, a declinação imaterial da socieadde cara a cara: a nostalgia da terra à medida do homem num download".

Assim, começam as ideias em conjunto. O autor não fala, mas não ficaria espantado com a ideia de blogagens coletivas, quando bloggers distintos se unem e assim renascem "da linguagem em comum e vivem da linguagem". Por isso a blogosfera é "um regime democrático, onde qualquer um é opinante na liberdade das opiniões, sem hierarquia de posições, sem regras, sem o peso da autoridade". Aonde cada um é aquele que escreve, é um interlocutor do blogger ao lado, uma pessoa dotada de verdadeira capacidade de intervenção, caso assim o deseje.

Talvez por isso países como o Brasil e o Irã tenham tamanha taxa de participação na blogosfera. Talvez por isso, diz o autor, a blogosfera "é a nova utopia da liberdade e da igualdade. Compensação simbólica ao malestar atual da democracia em carne e osso".

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Blogger Eduardo P.L. disse...

SAM,

vou levar a 2º parte!

Obrigado e abçs

02 agosto, 2008 18:33  
Blogger Ruvasa disse...

Viva, Sam!

Servi-me do post do Eduardo Lunardelli para, ontem, abordar eu também este tema no meu blog "O Sítio do Ruvasa 2 - O Homem, produto de si próprio".

O post tem o título "A Blogosfera e o relacionamento humano" e está aqui:
http://ruvasa2a.blogspot.com/2008/08/1691-sinalizao-de-blogs.html

Numa segunda passagem pelo post do Eduardo, há momentos, notei algo que então me passara despercebido, ou seja, que ele fazia referência igualmente a post seu, caro Sam.

Por me parecer devido, venho do facto apresentar-lhe desculpas, pela omissão, dizer-lhe que o seu post, que já li, é, na verdade, muito certeiro e com excepcional a propósito e assegurar-lhe que, em adenda ao meu escrito vou, à semelhança de outra circunstância, dar a Sam o que de Sam é.

Abraço

Ruben

04 agosto, 2008 09:53  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial