segunda-feira, setembro 11, 2006

'Abdu'l-Bahá - há (pelo menos) cinco anos que deveríamos ter memorizado!

Eu vos exorto, a cada um de vós, que concentreis o íntimo dos vossos pensamentos no amor e na união. Quando surgir um pensamento de guerra, fazei-lhe oposição com um pensamento mais forte de paz. Um pensamento de ódio deve ser destruído por um mais poderoso pensamento de amor. Pensamentos de guerra trazem destruição da harmonia, do bem-estar, da tranqüilidade e do contentamento.

Pensamentos de amor constroem a fraternidade, a paz, a amizade e a felicidade.

'Abdu'l-Bahá (1844-1921) in Palestras em Paris (1911).
Trad. por CNBahá'í de TRBrasil, a partir da compilação de
Lady Bloomfield (1912).
Nota: post publicado às 13:46 (GMT) / 8:46 (ET),
hora em que, há 5 anos, o fênix Humanidade
deveria ter reiniciado contagem...

Etiquetas: , , , ,

4 Comentários:

Anonymous Catarina Gomes disse...

Adorei o post e ainda acredito na bondade das pessoas. Vou utiliza-lo no journal do meu hi5 ;)

p.s.: Já atingi a resposta, meu querido persa. :p n era nada dificil

12 setembro, 2006 23:54  
Blogger Lee disse...

Caríssimo Sam,
muito honrado com a sua presença que agradeço, gostaria de deixar uma tentativa de resposta, retirada instantaneamente desta rede, sem consumir o tempo do qual não disporei eternamente, registando o que os nossos antepassados nos pouparam escrevendo habilmente as suas descobertas. As religiões monoteístas de relevo, por percentagem de seguidores serão certamente as que consigo encontrar na wikipédia ( e porque não necessito de arrastar as dezenas de quilogramas de outras enciclopédias para obter o mesmo resultado): - Actualmente, as religiões monoteístas são dominantes no mundo: judaísmo, cristianismo e Islão juntos agregam mais da metade dos seres humanos e quase a totalidade do mundo ocidental. A Fé Bahá'í é um segmento religioso monoteísta.

Um abraço

13 setembro, 2006 15:53  
Blogger AMMedeiros disse...

Incomensuravelmente agradada com a sua visita, a alusão a Frankl fez-me rejubilar e teria ficado deveras grata com qualquer pensamento de Frankl que tivesse a gentileza de publicar no meu recanto, assim tomo a liberdade de lhe sugerir que não se iniba de o fazer por favor. Seguindo a minha própria sugestão aqui fica uma reflexão que não deve ser nada de novo para si, mas que se contextualiza no tema do post. Obrigada pelo seu tempo.


"Dentro de cada um de nós há celeiros cheios onde nós armazenamos a colheita da nossa vida. O significado está sempre lá, como celeiros cheios de valiosas experiências. Quer sejam as acções que fizemos, ou as coisas que aprendemos, ou o amor que tivemos por alguém, ou o sofrimento que superamos com coragem e resolução, cada um destes eventos traz sentido à vida. Realmente, suportar um destino terrível com dignidade e compaixão pelos outros é algo extraordinário. Dominar o seu destino e usar o seu sofrimento para ajudar os outros é o mais alto de todos os significados para mim."
(Viktor E. Frankl)

14 setembro, 2006 16:31  
Blogger AMMedeiros disse...

(Poderá encontrá-lo em diversos posts de ambos blogs, apenas para citar dois exemplos: "o que é a intenção paradoxal?" ou "Na floresta o homem morre de vergonha". Logoterapia? A resposta no seu comentário).

15 setembro, 2006 08:53  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial