quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Nizâmî - Laylí e Majnún (4) - A realidade dos amantes

Sou teu, por mais longe que estejas de mim.
Tua pena, quando sofres, me dá pesar a mim.
Não há sopro que vente que não me traga o teu perfume.
Não há pássaro canoro que não pronuncie o teu nome.
Cada recordação que tenha deixado a sua pegada em mim
Permanece eternamente, como se fosse parte de mim.
Nizâmî (1140/6-1203/9).
Trad. de Sam
do espanhol de Jordi Quingles i Fontcubierta (1991).
(feliz dia dos namorados, pessoal
e não se esqueçam de manter a inocência!)

Etiquetas: , , ,

3 Comentários:

Anonymous Meire disse...

Felice San Valentino para voce Sam!

Meire

14 fevereiro, 2008 16:53  
Blogger luma disse...

Sam, eu havia colocado o seu nome na segunda lista e na primeira consta aqueles que geraram conteúdo e possuem um link permanente.
O link permanente ajuda quem procura por informações na web e este é um dos grandes motivos para haver uma blogagem coletiva; quem no caso, procurar por "pedofilia" encontrará muitos contras e se não tiver um pensamento formado, no caso daqueles que ainda não enveredaram para esse caminho, poderão discernir melhor entre o mal que poderá provocar ou como se prevenir dos pedófilos.
Porque passei o seu link para a primeira lista? Porque demonstrou sua aversão, sua opinião e numa simples frase mostrou singeleza de
sentimentos. Gostei disso!
Beijus

15 fevereiro, 2008 19:21  
Blogger Mel disse...

Simplesmente lindo Sam! O verdadeiro amor é este, ele está livre de condições, interesses e egoísmos.

20 fevereiro, 2008 17:10  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial