quarta-feira, julho 18, 2007

Ivan Lins no CCB

Definir a música de um compositor brasileira é raras vezes fácil.

Ivan Lins descendente do “mestre” Antônio Carlos Jobim (como ele próprio disse), é filho da MPB, do Jazz, do Samba e da Bossa Nova, ao mesmo tempo que pai e renovador desses mesmos estilos musicais.

Estar no CCB, como estive ontem, sentado, a menos de três metros dele, é receber uma sintonia de calma e ritmo, de alegria ao gracejos satíricos de quem, pela idade e longa carreira, pode-se dar ao luxo de inovar e improvisar no palco sem ouvir críticas.

A plateia, repleta de celebridades ao bom estilo português, contou com os grandes êxitos das décadas de 90 e 80, como o meu querido Ai, ai, ai, ai, ai que foi tocado (versões voz e instrumental) por cerca de 20 minutos.

Outras músicas marcaram a noite. Celebrando o seu novo álbum (2006) Acariocando, ele nos lembra que o Rio de Janeiro (com as músicas que abriram o show) não é só a miséria e a guerra e a opulência que vemos corrida na comunicação social. O Rio de Janeiro, lugar de amor, harmonia e paz de “praia sem fim”, pode ser ainda recuperado e a sua a sua segurança poderá ser atingida quando a sua unidade for estabelecida, através da criação eficaz de meios que eliminem os extremos de riqueza e pobreza.

Onde está a honestidade?” uma das perguntas que o povo faz, segundo uma das mais satíricas canções por ele cantada ontem. Se a honestidade e a veracidade desaparecerem por completo do panorama social, não creio que sobrará espaço para criar e manter as demais virtudes humanas. A humanidade não pode seguir sem rumo, por isso, poderemos usar as músicas da sua segunda e última re-entrada: precisamos “começar de novo” e “desesperar jamais”, pois apesar de tudo, a vida é repleta de bons momentos de felicidade e alegria, como tão bem e tão serenamente Ivan Lins nos fez ver nessas suas quase três horas de actuação, onde até um "fado brasileiro" tivemos.

Se a arte é intervenção social e a música é arte, então Ivan Lins é um dos expoentes dos Séculos XX e XXI.

Desfrutem:



Etiquetas: , ,

1 Comentários:

Blogger legemulo disse...

Um belo post, meu caro! O Ivan Lins é um ótimo cantor e compositor, sem dúvida! Abraços!

19 julho, 2007 16:51  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial