domingo, setembro 30, 2007

Direitos Humanos, Esquerdos Humanos, Berros Humanos

No mês que hoje finda, o Human Rights Watch noticiava algumas situações que me deixam pasmo. Vivemos no século XXI (não interessa o calendário que nos reje, mas a época na qual vivemos) e, ainda (???), temos que ler notícias dessas...
  • A China prendeu jovens que pintaram paredes de edifícios, com grafiti, com slogans pró-tibetanos. Não é nenhum choque que se prendam vândalos, não fossem eles jovens de 14 e 15 anos (da província de Gannan, na zona tibetana autónoma). 20 foram presos, 13 libertados. 1 deles espancado pelas autoridades policiais e à sua família foi recusada a sua ida ao médico. Crianças presas e espancadas: esse é o retrato de um país que assinou Convenção dos Direitos da Criança!
  • O Sudão nomeou Ahmed Haroun para co-presidente do grupo que vai fazer a auditoria das queixas de Direitos Humanos no Darfur. Seria uma nomeação normal, até porque ele está como ministro de estado para assuntos humanitários, não fosse ele suspeito de crimes de guerra. Suspeitos de guerra como líderes dos direitos humanos: esse é o retrato de um país que tenta acabar com as lutas e contendas internas!
  • O Irã impediu que 800 jovens bahá'ís entrassem no Ensino Superior. Seria normal, se os 800 estudantes não tivessem passado aos exames, mas quando os seus ficheiros aparecem como incompletos, os serviços do governo não respondem às suas dúvidas sobre a situação, oficiais do governo dizem terem obedecido a ordens superiores para não cotarem os seus exames ou que lhes permitirão aceder aos estudos se as suas famílias renunciassem à sua religião, há clara discriminação com base religiosa. Jovens que não podem aceder ao ensino por serem discriminados: esse é o retrato de um país que assinou o Convénio Internacional sobre os Direitos Económicos, Sociais e Culturais que obriga direito de acesso universitário para todo!
  • O Egito manda encerrar a Association for Human Rights Legal Aid por receber apoios financeiros estrangeiros sem a devida permissão do estado. Seria um processo normal, não se tratasse da principal organização de direitos humanos do país, provendo apoio a vítimas diversas e relatando situações ao resto do mundo e o governo não tivesse atrasado a decisão sobre os fundos da associação, desde 2004. Apoio humanitário extinto: esse é o retrato do país que pertence ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas!

Esse é o retrato da nossa humanidade... Até quando ficaremos impávidos perante o retrato, gritando espantados?


Etiquetas: , , , , , ,

1 Comentários:

Anonymous Daniella disse...

Vai ver que eles quando assinam estes tratados nem os lêem e nem sabem de que se tratam.
Uma alta autoridade iraniana disse que não tem vergonha no apedrejamento e que este não é multa nem uma punição inadequada.
Ele ainda salientou que assinar tratado de Direitos humanos não os impede de exercerem as sua leis religiosas e o conceito de direitos humanos é muito relativo conforme a cultura e a crença de cada povo.
Va lá se entender isto...

01 outubro, 2007 16:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial